• Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Vimeo Ícone
  • Grey Twitter Icon

BioArchitects

Rua Hungria 574 | cj 81 | São Paulo | SP
+ 55 11 3094 2686
contato@bioarchitects.com

Buscar

Sete curiosidades a respeito dos BioModelos 3D

1. Quanto mais fatias na imagem, mais fiel o BioModelo

Como o BioModelo é feito a partir de tomografias e ressonâncias magnéticas, é importante que esses exames sejam feitos com a maior quantidade de fatias possível, possibilitando uma reconstrução exata das nuances anatômicas.


2. BioModelos para visualização e simulação são diferentes.

Para treinar e simular procedimentos, é importante que o BioModelo possua texturas similares às reais. Já BioModelos para visualização possuem ímãs e encaixes para que seja estudada a anatomia do órgão sem comprometer a integridade da peça.


BioModelo de coração fetal em fatias

3. Nem sempre as cores reais são as mais adequadas.

Saber o quanto um tumor está infiltrado no osso, poder ver com clareza a vascularização de um paciente, ou identificar rapidamente as calcificações ajuda na tomada de decisões a respeito da cirurgia. A escolha das cores dos BioModelos ajuda a visualizar aquilo que, no paciente, pode ser difícil perceber.


Calcificações representadas em azul em um BioModelo de válvula cardíaca

4. Uma nova forma de cirurgia exploratória.

Com o BioModelo em mãos é menor a necessidade de abrir o paciente a fim de explorar sua anatomia. Isso é mais seguro e econômico para o paciente e a equipe. Além disso, para procedimentos endoscópicos, o BioModelo pode ser usado como referência durante o procedimento.


5. Cirurgias já foram canceladas por causa de BioModelos

Com o BioModelo em mãos é possível saber se o paciente deve realizar algum outro tipo de tratamento antes da cirurgia, como rádio e quimioterapia. Isso evita que o paciente seja submetido à uma cirurgia sem necessidade, economizando tempo e evitando que o paciente se exponha a fatores infecciosos.


6. Uma maneira de compreender o próprio corpo

Para pacientes, o BioModelo ajuda a compreender a própria anatomia e os detalhes da intervenção cirúrgica. Ter a réplica do órgão em mãos desmistifica a patologia e proporciona tranquilidade ao paciente.


BioModelo de visualização para um caso de encefalocele frontal

7. Nem toda impressão é igual

Existem diversos tipos de impressão 3D. As mais simples criam peças rígidas e de uma cor apenas, e as mais sofisticadas são capazes de trabalhar com diversas cores e texturas em uma única peça. Saiba qual a sua necessidade e entenda qual impressão é a mais adequada para o que você espera do BioModelo.


Impressão em FDM e em Polyjet (Reprodução: GoEngineer) http://www.goengineer.com/2016/12/21/worplace-restroom-rescue-part2/3d-printing/